05/12/16

Novo Museu da Banda Desenhada em Beja



Do Gabinete de Comunicação da Câmara Municipal de Beja chega-nos esta boa notícia: Beja vai ter um Museu da Banda Desenhada.

“É difícil falar de Beja sem referir a relação que a cidade tem com Banda Desenhada.

A existência da Bedeteca e do Festival Internacional de BD, reconhecido um pouco por toda a Europa, fazem de Beja um dos principais centros de difusores desta arte no nosso país.

Ciente desse rico património, o Município de Beja decidiu apostar na criação de um equipamento que confirme a vocação da cidade neste domínio. Um equipamento que permita fazer um percurso pela História da Banda Desenhada Portuguesa, de 1850 até à atualidade, tendo ao dispor dos visitantes várias obras originais e uma forte componente multimédia, promovendo desta forma a banda desenhada entre todos os públicos.

O Museu de Banda Desenhada terá também ao dispor dos utentes vários ateliês, espaços de trabalho e galerias de exposições temporárias, entre outras valências.

A criação deste equipamento, que acolherá a Bedeteca de Beja, integra a estratégia de promoção, dinamização e valorização económica do Centro Histórico de Beja, pelo que o mesmo será instalado num edifício do município, situado em pleno Centro Histórico.”

Mais informações em breve.


Duas valências que sempre estiveram presentes no Festival Internacional de BD de Beja, e que se espera fazerem parte do novo Museu: obviamente, a preservação da memória, como foi o caso da exposição dedicada ao Estrompa na edição deste ano do festival; e a divulgação de autores/colectivos/projectos mais recentes, aqui representada pelo colectivo Clube do Inferno (Mao, André Pereira, Astromanta e Hetamoé), em 2015.