07/10/17

"A Vida de Che" por Oesterheld e Alberto e Enrique Breccia


Vida del Che é a biografia de Ernesto Guevara, o Che Guevara, um dos ideólogos e comandantes da Revolução Cubana.

Escrita por Héctor Germán Oesterheld e superiormente desenhada por Alberto Breccia e seu filho Enrique Breccia, foi publicada em Janeiro 1968 (capa original reproduzida aqui ao lado) pela Ediko S.C. cujo editor Carlos Pérez trabalhava para a editora de Joorge Álvarez, e isto em pleno Onganiato e apenas três meses depois do assassinato de Che na Bolívia. Posters nas ruas de Buenos Aires anunciaram a publicação e a edição foi um sucesso de vendas. O jornal diário La Nación publica então um editorial advertindo sobre o perigo da existência de uma banda desenhada sobre um personagem revolucionário como o Che. Pouco tempo depois a ditadura militar argentina apreende os exemplares restantes e destrói os originais. Oesterheld, desde então visado pela ditadura, é preso em 1977 e, juntamente com as suas quatro filhas (duas grávidas), e os seus genros, é torturado e assassinado, provavelmente, em 1978 pelo regime militar argentino (recuso-me a usar aqui o termo “desaparecido”).

Além da excelente arte dos Breccia e do lirismo urgente na escrita de Oesterheld, este muito, muito resumido relato serve para realçar a importância histórica desta edição que agora a Levoir irá publicar com o jornal Público, no próximo dia 8 de Outubro, data em que se assinala os 50 anos sobre a morte de Che.

Fundamental em qualquer biblioteca, considero já que esta imperdível edição poderá ser a melhor do ano editorial português.









0 comentários:

Enviar um comentário

Maximum Rocknroll #413 Out. 2017


Disponível na Black Mamba Distro €4.50
"It’s time for Maximum Rocknroll #413, the October 2017 issue! Do you love KLEENEX/LILIPUT as much as we do? Then you will love the scoop that we have on NEON and their involvement in the early Swiss punk scene. We also speak to Rome’s NOFU on the eve of their first US tour, while LOS IMPUESTOS tell us about the struggles of discovering new music and being a punk in their native Guatemala. Interested in the history of squatting? So is Amy Starecheski, the author of Ours to Lose: When Squatters Became Homeowners in New York City, who spills about an incredibly unique moment in US squatting history. In a dual interview, filmmakers Monika Estrella Negra and Michelle Garza Cervera about combating the dominance of straight white male voices in cinema."